Os segredos dos molhos italianos

Os molhos italianos não são apenas conhecidos, mas apreciados em todo o mundo. Como resultado da imigração em nosso território, recebemos como herança cultural o uso do tomate em diversas receitas, mas ainda conhecemos pouco além dos sabores que a fruta pode proporcionar.

Na Itália existem mais de 300 tipos de massa, e para cada uma um tipo de molho especial. A variedade é grande e vai desde o pesto com sua cor esverdeada e sabor derivado de ervas, até os vários molhos de queijo e a bolonhesa conhecida e apreciada em todos os lugares.

O segredo dos molhos italianos está na sua preparação. Sua cozinha tradicional sempre prioriza os sabores naturais e evita formas complicadas para preparar pratos. Grande parte dos molhos italianos leva não mais que cinco ingredientes sempre fáceis de encontrar.

Liquidificador para triturar os ingredientes? Não recomendamos. Alguns italianos modernos o utilizam em seus restaurantes, mas os cozinheiros das regiões tradicionais preferem sempre o pilão por suas propriedades únicas: ele é capaz de triturar alimentos e misturar sabores sem fazer com que os ingredientes percam a identidade. Em um molho triturado por pilão, é perfeitamente possível reconhecer as diferenças entre cada sabor que o compõe.

Esses foram alguns segredinhos da culinária italiana que vão ser muito úteis quando for criar seu próprio molho. Pra ficar por dentro de mais informações e conhecer nossos pratos, não deixe de nos seguir pelo Facebook e Instagram!

Compartilhar
error: Content is protected !!